segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Perdida.

Relendo tudo o que eu postei aqui até hoje, percebi muitas postagens de "volta". Eu estou sempre voltando, nunca ficando. Por que eu sou tão fraca? Isso não é justo. Eu queria apenas me sentir feliz como todas as outras pessoas se sentem sendo elas mesmas. Cada vez que eu abro meus olhos de manhã é uma frustração, por saber que estou de volta à realidade, saber que tenho de levantar e viver. Levantar da minha cama e sair por aí, vendo as pessoas, tendo que encara-las com toda essa gordura. Tendo que ver comida, e me flagrar não resistindo à ela. Eu tenho tentado tanto ser alguém que eu não sou e eu simplesmente não gosto de viver assim. É tudo tão falso. Não é justo eu ter nascido nesse corpo feio e gordo. Eu nunca poderei ser feliz? Em casa as coisas só pioram. Eu também já não tenho amigas. E estou cansada de ter que correr atrás sempre, de ter que fazer com que as pessoas gostem de mim. Queria encontrar uma saída pra acabar com toda essa falsidade, essa mentira diária, de fingir que estou bem quando não estou coisa nenhuma. Qual é o jeito mais fácil de morrer? Morrer fisicamente é o que eu quero. Pois eu mesma, como pessoa já morri. Só estou arrastando meu corpo por aí...Sem saber o que fazer. Me leva... Por favor.
E todos os garotos. Nenhum olha mais pra mim. Com toda essa gordura também, não os culpo. Sempre que saio é a mesma coisa...Tenho que fingir que estou bem sozinha, quando na verdade, me sinto apaixonada por um ou dois, que nunca olharão pra mim. E então escolho me conformar com essa existência patética. Sem falar que os últimos dois garotos que me beijaram, estavam bêbados e apenas interessados em sexo. Digito tudo isso chorando e me torturando por ser assim...


Nenhum comentário:

Postar um comentário